Administradora de aeroporto é multada após alunos inalarem fumaça em escola de Santa Rita, PB

Aeroporto Castro Pinto — Foto: TV Cabo Branco / Reprodução

A empresa administradora do Aeroporto Castro Pinto, a Aena, foi multada por poluição ambiental, após fumaça intoxicar alunos em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Além da multa de R$ 20 mil, a empresa também deverá realizar a recomposição dos danos ambientais, segundo informações da prefeitura de Santa Rita.

Segundo o secretário do Meio Ambiente de Santa Rita, Vital Madruga, após receber uma notificação da Secretaria de Educação da cidade informando que cerca de 30 alunos foram intoxicados ao inalarem uma fumaça, equipes de fiscalização fizeram rondas em volta das escolas Cívico-Militar Capitão Tomaz Panta e CAIC e constataram que o foco da fumaça era o Aeroporto Castro Pinto.

Cerca de 30 alunos passam mal após inalarem fumaça em escola de Santa Rita, PB — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco
Cerca de 30 alunos passam mal após inalarem fumaça em escola de Santa Rita, PB — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

A empresa responsável pelo aeroporto foi autuada por poluição ambiental com danos à saúde humana e deverá pagar uma multa de R$ 20 mil, além de fazer fazer a recomposição dos danos ambientais.

Em nota, a Aena disse que na quinta-feira (13), por volta das das 16h, foi identificado um foco de fogo em área próxima a cerca do Aeroporto de João Pessoa, e de imediato, uma equipe de bombeiros do local apagou o pequeno foco de fogo. Afirmou também que na área não havia nenhum material que pudesse ter “causado fogo ou fumaça”.

A Aena disse ainda que foi pega de surpresa pela multa emitida pela Secretaria de Meio Ambiente de Santa Rita, sem que tivesse sido realizada qualquer tipo de perícia ou apuração dos responsáveis. A empresa afirmou que se solidariza com os atingidos e se mantém à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Entenda o caso

Cerca de 30 estudantes passaram mal após inalar fumaça enquanto estavam nas escolas Cívico-Militar Capitão Tomaz Panta e CAIC, na cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, na tarde de quinta-feira (13).

Por volta das 16h, considerável quantidade de fumaça, de origem desconhecida, atingiu as instalações das duas escolas e alguns alunos acabaram inalando o material. Cerca de 30 alunos passaram mal e tiveram que ser socorridos e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Rita e também para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

No Trauma de João Pessoa, foram atendidos 16 alunos provenientes das escolas e que haviam inalado a fumaça, sendo 11 meninas e cinco meninos, entre 11 e 20 anos de idade, e já receberam alta médica. Os demais alunos que foram encaminhados para a UPA não tiveram o estado de saúde divulgado.

A Secretaria de Educação de Santa Rita divulgou uma nota sobre o incidente e afirmou que “a origem do fogo ainda é desconhecida e que será investigada pelas autoridades competentes”. Na nota, a secretaria ainda afirmou que a fumaça teria sido “provocada por uma queimada no território do aeroporto [Castro Pinto]”.

Devido ao incidente, as escolas foram evacuadas e as aulas temporariamente suspensas.

Deixe um comentário...