Após broncas de Lula, Planalto reformula cerimônias; confira

Lula. Foto: Ricardo Stuckert/ PT

Por Marcos Melo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vinha demonstrando insatisfação com o alinhamento da disposição da tribuna com o público nas cerimônias no Palácio do Planalto.

No modelo criticado, multidão fica ao lado do orador. Foto: Ricardo Stuckert/PR

Na última quarta-feira (18), durante evento com sindicalistas, além de dar uma bronca na organização pela posição do palco em relação aos ouvintes, Lula fez queixas ao sistema de som que não permitia retorno sonoro a quem estava à frente do público.

– Eu queria contar uma história para vocês. Mas, antes de contar a história, eu queria dar um conselho aos companheiros que montam essa estrutura para a gente fazer essa atividade aqui – sinalizou.

– Eu já percebi nas outras [reuniões] que participei que fica mais gente para lá e menos gente para cá, então, é preciso saber se a gente não tem que fazer o púlpito virado para lá, para falar para onde tem mais gente – sugeriu.

Irritado com a falha na montagem do espaço, Lula prosseguiu.

– A segunda coisa que eu queria pedir era que fosse colocado uma caixa de som para retorno – disse Lula, que garantiu que as autoridades não conseguem ouvir o discurso.

– Eu estou apenas pedindo para a gente tentar ver se muda, porque eu já participei de vários eventos aqui, e essa formação não é a melhor, tá? – finalizou o “puxão de orelha”.

Após alteração, Lula discursa de frente para o público. Foto: Ricardo Stuckert/PR

Na sexta-feira (20), na primeira cerimônia realizada no local após as repreensões do presidente aos organizadores, o palco foi reposicionado e a plateia ficou bem à frente da tribuna. Também foi colocada a caixa de som para retorno voltada para o palco.

O evento tratava de sanção do projeto que classifica agentes comunitários e agentes de combate às endemias como profissionais de saúde.

Deixe um comentário...