Bolsonaro diz que Lula colocará “bandidos” nos ministérios

Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou na sexta-feira (14) que, caso o ex-presidente Lula (PT) vença as eleições, o petista levará “bandidos” e “criminosos” para compor a equipe ministerial. A declaração foi feita durante um discurso em um ato de campanha na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ).

– Quem serão os ministros de Lula? Ele não fala. Serão bandidos. Vai José Dirceu, José Genuíno, Gleisi Hoffman, Benedita da Silva e Jandira Feghali. Não podemos botar de novo no governo esses ladrões – disse Bolsonaro.

O chefe do Executivo afirmou ainda que Lula foi considerado elegível por um “amiguinho dele no Supremo Tribunal Federal”, sem citar o nome do ministro. E que o petista saiu da cadeia, mas não foi inocentado.

– Prometeram fazer uma refinaria e não fizeram. Do outro lado, Ortega, Maduro e Kirchner não têm compromisso com a propriedade privada. Lula fala o tempo todo em desarmar o cidadão de bem. Aquele ladrão saiu da cadeia, mas não foi inocentado. Foi considerado elegível por um amiguinho dele do STF – disse Bolsonaro.

A Baixada Fluminense, região onde aconteceu o ato de Bolsonaro nesta sexta, é estratégica para a campanha presidencial. A região abriga 7 milhões de eleitores, sendo a maioria evangélica. Caxias é o segundo maior colégio eleitoral fluminense. Na cidade, Bolsonaro terminou o primeiro turno à frente de Lula, com cerca de 65 mil votos de vantagem.

*Com informações AE

Deixe um comentário...