Imagem do alto mostra prédios e casas no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Por Fábio Matos

O crédito imobiliário no Brasil registrou uma queda de 14,2% em outubro, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). O levantamento considera apenas operações realizados com recursos da caderneta de poupança.

De acordo com a Abecip, o recuo em relação a setembro deste ano foi de 8,8%. Apesar da queda nas bases de comparação mensal e anual, o volume do crédito imobiliário alcançou R$ 14,7 bilhões no mês passado, o que representa o segundo maior resultado da série histórica.

No acumulado de janeiro a outubro de 2022, os financiamentos para compra e construção de imóveis somaram R$ 151,2 bilhões, uma retração de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.

Nos dez primeiros meses deste ano, foram financiados 618,9 mil imóveis no país, um recuo de 15,7% na comparação com igual período de 2021.

A Abecip também divulgou dados do Banco Central (BC) que apontam que a poupança – fonte do crédito imobiliário – registrou captação líquida negativa de R$ 9,4 bilhões em outubro. No acumulado de 2022, houve saída de R$ 82,3 bilhões em recursos da poupança.

Deixe um comentário...