Em convenção, Bolsonaro ataca STF e deixa apoiadores vaiarem Corte

Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

Por Igor Gadelha

Em discurso na convenção do PL que oficializa sua candidatura, o presidente Jair Bolsonaro deixou que apoiadores fossem sua voz contra o STF.

O presidente da República citou a Corte durante sua fala e ficou em silêncio enquanto a plateia vaiava e gritava “Supremo é o povo”.

“Hoje vocês sabem quem são nossos deputados. Hoje vocês sabem o que é Poder Legislativo. Hoje vocês sabem o que é Supremo Tribunal Federal”, disse Bolsonaro, segurando o discurso para permitir a reação dos apoiadores.

Em seu discurso, o presidente ainda convocou sua militância a protestar “pela última vez” em 7 de setembro, no Dia da Independência, contra os “surdos de capa preta”.

“Estes surdos de capa preta precisam entender o que é a voz do povo, que quem faz as leis é o Executivo e o Legislativo”, afirmou.

Bolsonaro elegeu o Supremo como grande adversário de seu governo. Em especial, os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Fachin é o atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral. Moraes é o sucessor no comando da Corte eleitoral e Barroso foi o antecessor do atual presidente do TSE.

Deixe um comentário...