Erasmo Carlos: relembre a trajetória do cantor que morreu aos 81 anos

Erasmo Carlos. Foto: Divulgação

O cantor Erasmo Carlos, que morreu aos 81 anos, na terça-feira (22/11), nasceu em 1941, no Rio de Janeiro, e começou a sua carreira em 1958, ao participar da The Snakes, banda que ainda tinha Tim Maia como integrante.

Com o nome de batismo de Erasmo Esteves, o cantor adotou o sobrenome Carlos em homenagem a Roberto Carlos, de quem se tornou grande amigo, e Carlos Imperial, que agenciou sua carreira no início. Com o novo sobrenome, o cantor lançou o compacto O Terror dos Namorados, que alcançou grande sucesso.

O sucesso nacional veio com Jovem Guarda, programa lançado no Brasil no final dos anos 1960, onde ganhou o apelido “Tremendão”. Ao lado de Roberto Carlos e Wanderléa, o cantor conquistou uma legião de fãs e estourou com os hits Festa de Arromba e Minha Fama de Mau.

Após o fim do programa, e após ser inocentado de uma acusação de corrupção de menores, o cantor passou por uma fase difícil, mas conseguiu se recuperar graças a ajuda de Roberto Carlos e a esposa do amigo, Narinha. A partir desse momento, a carreira de Eramos decolou.

Ao todo, são mais de 682 músicas, 643 gravações registradas no Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), mais de 800 composições e 38 discos na carreira.

Dias antes de falecer, Erasmo foi reconhecido com um Grammy Latino pelo álbum O Futuro Pertence À… Jovem Guarda na categoria de Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa.

Filmes

Em 2019, Erasmo Carlos teve a sua história contada no filme Minha Fama de Mau, estrelado por Chay Suede. O longa retrata a história do cantor desde seus tempos de adolescente, na Barra de Tijuca (RJ), até o grande momento de sua carreira no Programa Jovem Guarda. A produção também traz os momentos mais difíceis de sua trajetória e como o artista se recuperou.

No ano seguinte, o artista assinou um contrato com a Netflix e participou do filme Modo Avião, que também contou com Larissa Manoela e André Luiz Frambach. Além disso, em sua filmografia, o cantor tem participações em Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa, Roberto Carlos a 300 Quilômetros por hora, Os Machões, O Cavalinho Azul e o Paraíso Perdido.

Deixe um comentário...