Governadores desistem de ¨peitar¨ Bolsonaro e pedem reunião

Gestores se reuniram após pedido de impeachment contra o ministro do STF Alexandre de Moraes. Representantes dos estados também preparam carta para os chefes dos poderes….leia detalhes…

A reunião do Fórum Nacional de Governadores, ocorrida nesta segunda-feira (23), terminou com a desistência de emitir uma nota pública de repúdio contra o presidente Jair Bolsonaro, dando lugar a um pedido de reunião com ele.

Os governadores recuaram de bater de frente com o presidente e entraram em consenso de divulgar uma ata com quatro pontos, enquadrando, inclusive, possíveis ações policiais de apoio a manifestações antidemocráticas, o que seria uma demonstração de apoio ao governador de São Paulo, João Doria, responsável pelo afastamento de um coronel da Polícia Militar que conclamou protesto contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

No encontro, governadores teriam declarado que atitudes do tipo configuram uma espécie de motim e devem ser repreendidas.

Os 4 pontos de consenso foram:

1 – Convidar o presidente da República, Jair Bolsonaro, para reunião com governadores. Também presidentes da Câmara, Arthur Lira, do Senado, Rodrigo Pacheco e do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux.
2 – Afirmar o compromisso de manter as polícias nos trilhos da legalidade.
3 – Reafirmar pacto pela vida contra o coronavírus e a favor das vacinas.
4 – Garantir criação do Consórcio Brasil Verde, para atuação nas questões ambientais.

Governadores participam de reunião na manhã de segunda-feira (23) no Palácio dos Buritis, em Brasília — Foto: Alexandre Vieira

Deixe um comentário...