Malafaia diz que Moraes concretizou “ruptura institucional” no país

Pastor Silas Malafaia. Foto: PR/Isac Nóbrega

O pastor Silas Malafaia afirmou, na quinta-feira (24), que o ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “concretizou uma ruptura institucional” no Brasil após o magistrado indeferir o relatório do Partido Liberal (PL), que solicitava anulação de parte dos votos do segundo turno.

– O ditador da toga, Alexandre de Moraes, com seu último ato acaba de concretizar uma ruptura institucional no país. Sabe quando ela acontece? Quando um dos poderes da República não obedece aos comandos legais. O que esse cara tem feito é uma afronta ao povo, à Constituição e às leis – disse o líder religioso.

Na visão de Malafaia, a multa de R$ 22,9 milhões é o “absurdo dos absurdos” e caracterizou “deboche”, ao remeter o número de urna do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Para ele, o atual chefe do Executivo “pode invocar o artigo 142” da Constituição para “colocar ordem nesta bagunça que esse ditador está promovendo”.

Malafaia finalizou instando o Senado Federal a pautar os pedidos de impeachment contra o ministro.

Deixe um comentário...