Michelle Bolsonaro deslocou a mandíbula durante discurso na CPAC

0

Michelle Bolsonaro. Foto: Reprodução

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro contou que sofreu um deslocamento mandibular no sábado passado (6), depois de discursar no primeiro dia da Conferência de Política Ação e Conservadora (CPAC), que aconteceu em Curitiba. A presidente do PL Mulher disse que conseguiu rapidamente fazer uma “manobra” para recolocar a mandíbula no lugar.

“Fiquei bem, porém, não consegui mais sorrir para fotos”, escreveu em uma publicação no Instagram na qual aparece ao lado de Gilson Machado Neto, ex-ministro do Turismo do governo Bolsonaro.

Em post no Instagram, Michelle Bolsonaro diz que sofreu deslocamento mandibular durante o primeiro dia da CPAC — Foto: Reprodução
Em post no Instagram, Michelle Bolsonaro diz que sofreu deslocamento mandibular durante o primeiro dia da CPAC — Foto: Reprodução

Participação no evento

Durante o discurso feito no sábado passado, Michelle criticou de forma irônica sua “sucessora”, Janja Lula da Silva, ao falar de sua trajetória na política.

— Umas têm vocação para trabalhar, outras para viajar, mas a gente não está aqui para discutir isso — afirmou.

Ela também direcionou elogios ao marido ao dizer que ele estava presente para “criar novas lideranças” e afirmou que Bolsonaro não é egoísta, “diferente da esquerda”. Michelle também fez uma menção ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), um dos organizadores do evento, a que se referiu como “meu enteado e meu afilhado”.

No domingo, um vídeo da ex-primeira-dama também foi exibido. A presidente nacional do PL Mulher aproveitou a ocasião para fazer um discurso antiaborto.

— A esquerda, com todo seu aparelhamento, tenta legalizar o assassinato de crianças por meio do aborto. Quer liberar as drogas e destruir as famílias e faz de tudo para calar as vozes que lhe são contrárias — disse ela neste domingo.

A ex-primeira-dama também voltou a criticar o governo Lula (PT) que, de acordo com ela, estaria do lado oposto ao da família, tentando “ideologizar” estudantes, aumentar impostos e legalizar as drogas.

About Author

Deixe um comentário...