Novo secretário de Educação tem acesso direto a ministro

Professor Antônio Roberto Araújo Souza, novo Secretário de Educação da Paraíba (Foto: Reprodução)

Por Josival Pereira

Quem é ele?

“Ele tem boa atenção no Ceará”. Essa foi a definição que um paraibano residente naquele Estado deu para o professor Antônio Roberto Araújo Souza, o novo Secretário de Educação da Paraíba, nome indicado pelo partido Republicanos.

Natural de Brejo Santo, no Cariri cearense, mesma cidade onde nasceu o ministro Camilo Santana, Antônio Roberto já atua na Secretaria de Educação do Ceará há 10 anos, tendo sido gerente de duas regionais de ensino.

A escolha do professor Antônio Roberto pelo governador João Azevedo carrega duas vantagens: ele conhece bem o elogiado sistema de ensino do Ceará e tem acesso ao ministro da Educação, Camilo Santana, e à Secretária Executiva da pasta, Isolda Cela.

Pulo do gato

Entre as prioridades elencadas pelo novo secretário de Educação, preste-se atenção a duas: alfabetização de todas as crianças até o final do 2° ano e trabalho voltado para melhoria dos indicadores de aprendizagem em todas as etapas da educação básica (leia-se: melhores notas no Ideb). É o pulo do gato do marketing do Ceará.

Rombo previdenciário 

Os relatórios do deputado Wilson Santiago rejeitando os pareceres de reprovação das contas do ex-governador Ricardo Coutinho esconde um item relevante: os R$88 milhões da Fundo Previdenciário que o governo pegou irregularmente em dezembro de 2015, gerando um rombo nas contas da previdência estadual. O item entra como motivo de reprovação das contas de 2016 e 2017.

Efraim e Vené

A imprensa nacional já registrou que o senador Efraim Filho vai votar no bolsonarista Rogério Marinho (PL/RN) na eleição para presidente do Senado. Fica a curiosidade: e vai votar em quem para vice-presidente? O senador paraibano Veneziano Vital do Rego é candidato ao cargo na chapa de Rodrigo Pacheco, embora o voto não seja vinculado. A votação para cada cargo e individualizada.

STF derruba Censo parcial

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, suspendeu, nesta segunda-feira, decisão normativa do Tribunal de Contas da União (TCU) que autorizava a distribuição do Fundo Participação dos Municípios (FPM) usando como parâmetro apenas o levantamento parcial do Censo 2022. Ação do PCdoB alegava um prejuízo de R$3 bilhões a 702 municípios. Na Paraíba, 19 seriam atingidos.

ISEA e a prevenção

Apos visitar o ISEA, em Campina Grande, e elogiar o profissionais médicos pelos atos de remoção de crianças e mães durante apagão de energia no fim de semana, o diretor de Fiscalização do CRM, Bruno Leandro, decidiu encaminhar recomendação a todas as unidades de saúde do Estado para, preventivamente, verificar a capacidade da rede de energia e adotarem equipamentos reservas.

O Laureano no sertão

As cidades sertanejas de Cajazeiras e Sousa vão ganhar Centros Oncológicos do Hospital Laureano. Em Sousa, a obra já está em execução. Em Cajazeiras, a Prefeitura doou o terreno é o centro será construído em parceria com a Faculdade Santa Maria, que tem um curso de medicina. Diretores do Laureano estiveram nas duas essa semana para agilizar as parcerias.

Só sim é sim

Por causa da confusão que se fazia na Justiça entre abuso e agressão sexual, ao ponto de um caso coletivo de estupro conhecido como La Manada ter gerado apenas condenação por abuso sexual, o governo espanhol acabou produzindo uma nova legislação, aprovada em 2022 pelo Congresso dos Deputados, com o conceito “Só sim é sim”.

Espanha não é Brasil 

Para evitar que o agressor ponha a culpa na vítima, a nova lei detalhe o que é consentimento numa relação sexual: “Só se entenderá que há consentimento quando este estiver sido livremente expresso por meios de atos que, diante das circunstâncias do caso, expressem claramente a vontade da pessoa”. Daniel Alves pensou que estava no Brasil.

Assédio no BB em João Pessoa

Assédio moral foi o motivo de um protesto organizado pelo Sindicato dos Bancários nesta terça-feira numa agência do Banco do Brasil na avenida Epitácio Pessoa, na Capital.
O vereador Marcos Henriques (PT) foi taxativo na denúncia de que estaria havendo assédio moral na dita agência.
O parlamentar cobrou respeito aos funcionários.

Deixe um comentário...