Nunca prometi que Moro disputaria a presidência, diz Bivar

Luciano Bivar. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Pré-candidato à presidência da República pelo União Brasil, Luciano Bivar disse a apoiadores de Sergio Moro que nunca prometeu ao ex-juiz que ele seria o candidato do partido ao Planalto.

Ao tomar sua decisão [de migrar para o União Brasil], ele [Moro] estava ciente de que em nenhum momento a legenda para a disputa presidencial lhe fora prometida”, escreveu Bivar em um grupo de apoiadores de Moro em um aplicativo de mensagens na 2ª feira (18.abr.2022).

Bivar disse que o que ficou decidido foi que a contribuição de Moro seria “na construção de uma alternativa à polarização”, além da “opção de candidatar-se em São Paulo para o cargo que quiser”.

O ex-juiz da Lava Jato saiu do Podemos, onde seria candidato ao Planalto, e foi para o União Brasil no dia 31 de março.

Em meio a discórdias, o partido decidiu lançar o próprio presidente para o cargo e ofereceu a candidatura a deputado federal por São Paulo a Moro. O ex-ministro da Justiça já rejeitou publicamente o posto na Câmara.

Nas mensagens, Bivar também criticou o Podemos. Disse que a sigla não deu estrutura para uma candidatura sólida de Moro. “Vocês gostariam de ver o Moro fora da política definitivamente?”, questionou.

Era o que o Podemos estava fazendo de forma sorrateira, tirando dele toda a capacidade de prosseguir com sua candidatura sem nenhuma estrutura. Tudo o que lhe fora prometido foi logo depois das pesquisas decrescentes negado e boicotado e ele ficou à própria sorte”, afirmou o líder da sigla.

Deixe um comentário...