Órgão regulador do Reino Unido investiga Apple e Google por duopólio

© Reuters/CHARLES PLATIAU

Por Carlos Rydlewski

O órgão responsável por regular a concorrência entre empresas no Reino Unido informou na terça-feira (22/11) que abriu investigações contra a Apple e a Alphabet, a dona do Google. O objetivo da apuração é definir se o domínio exercido pelas duas companhias sobre sistemas operacionais usados em celulares, assim como sobre jogos eletrônicos em nuvem, prejudica os consumidores.

A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês) iniciou a análise após o lançamento de um estudo de mercado de ecossistemas móveis (Mobile Ecosystem Market Study). Ele apontou que as duas “big techs” americanas atuam como um duopólio. Isso permite, na avaliação do órgão regulador, que as companhias exerçam controle sobre sistemas operacionais, lojas de aplicativos e navegadores de internet.

De acordo com a CMA, 97% de toda a navegação em dispositivos móveis no Reino Unido em 2021 foi feita pelos softwares da Apple e do Google. Desenvolvedores britânicos alegam que tal situação de mercado inibe inovações. “Planejamos investigar se as preocupações que ouvimos têm mérito e criar meios para garantir a competitividade e a inovação nesses setores”, diz Sarah Cardell, diretora da CMA.

“Vamos continuar a conversar com a CMA para explicar como nosso modelo de negócios promove competição e escolha, garantindo proteção à privacidade e segurança de dados”, informou a Apple.

A Alphabet, por sua vez, observou que seu sistema operacional, o Android, oferece aos usuários “uma maior escolha de aplicativos e lojas de aplicativos do que qualquer outra plataforma móvel”.

Deixe um comentário...