PDT de Ciro Gomes pede para Ministério Público apurar participação de PMs no 7 de setembro

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), de Ciro Gomes solicitou ao Ministério Público de São Paulo (MPSP), nesta quarta-feira 25, a instauração de um inquérito civil para apurar a participação de policiais e bombeiros militares em atos pró bolsonaro no dia 7 de setembro.

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), de Ciro Gomes solicitou ao Ministério Público de São Paulo (MPSP), nesta quarta-feira 25, a instauração de um inquérito civil para apurar a participação de policiais e bombeiros militares em atos pró bolsonaro no dia 7 de setembro.

No documento enviado ao MPSP, o PDT cita a crise institucional que o país enfrenta e os embates entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A sigla afirma que os atritos entre os Três Poderes têm sido inflados pela “militância bolsonarista militar, civil e corporativa, digital e real”.

“Como nítidas bandeiras de reivindicação dessas organizações, tem-se o pedido de Intervenção Militar e derenovação do malsinado Ato Institucional nº 5, conforme amplamente noticiado”, afirmou o PDT.

O documento, assinado por Carlos Lupi, presidente do diretório nacional do PDT, cita a convocação de manifestações militares em apoio ao presidente no dia 7 de setembro em locais como São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Distrito Federal.

Fabiana Maluf

Deixe um comentário...