Presidente da Rússia Vladimir Putin critica interferência externa no Afeganistão

O líder russo ainda afirma que as potências globais não devem interferir na política nacional dos países…leia detalhes…

Na sexta-feira (20), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista coletiva que “forças externas” não devem impor suas opiniões ao Afeganistão. “Hoje, o movimento Talibã controla quase todo o território do país, incluindo a capital”, disse. “Esta é a realidade política, e é preciso partir dessas realidades, evitando o colapso do Estado afegão.”

O líder russo ainda afirma que as potências globais não devem interferir na política nacional dos países. “É preciso acabar com a política irresponsável de imposição de valores alheios, o desejo de construir a democracia segundo os padrões alheios, sem considerar as peculiaridades históricas, culturais ou religiosas”, asseverou, sem mencionar os Estados Unidos.

Afeganistão

“Conhecemos bem o Afeganistão; sabemos como esse país está organizado e como é contraproducente tentar impor formas incomuns de governo e vida social a ele”, afirmou Putin. “Quaisquer experiências sociais e políticas desse tipo ainda não tiveram sucesso e só levaram à destruição do Estado, à degradação de seus sistemas políticos e sociais.”

De acordo com o presidente da Rússia, o mundo precisa conter a entrada de terroristas em países próximos ao Afeganistão. “Em nossa opinião, é especialmente importante, agora, evitar a penetração de terroristas de todos os matizes no território de Estados adjacentes ao Afeganistão, inclusive disfarçados de refugiados”, asseverou.

Poliana Skaf

Deixe um comentário...