A Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) se reúne na próxima sexta-feira (30), para discutir o retorno do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) a legenda petista. De acordo com o secretário da Executiva Estadual do PT na Paraíba, Josenildo Feitosa, em entrevista nesta quarta-feira (28), a informação foi uma surpresa para as lideranças estaduais, mesmo após tantas especulações, mas que “agora há a discussão de fato”.

“Na sexta alguns membros da estadual vão se reunir com a nacional para fazer esse primeiro debate. Após isso, os agrupamentos ligados a Frei Anastácio, Giucélia Figueiredo, Anísio Maia, o nosso e outros grupos, iremos nos reunir no escritório do Frei para discutir esse assunto que nos pegou de surpresa, porque só havia especulação, sem nada concreto. Agora há a discussão de fato”, disse Feitosa em entrevista à rádio Arapuan FM.

O ex-governador Ricardo Coutinho publicou em suas redes sociais na manhã de ontem (27), uma foto sua com o ex-presidente Lula e com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, o que levou a mais especulações sobre as tratativas do socialista para seu retorno a legenda. A possibilidade vem sendo discutida desde as últimas eleições, quando Coutinho tentou impor o apoio do Diretório Municipal do PT a sua candidatura a prefeito de João Pessoa através da estreita ligação que possui com o Diretório Nacional.

A forma truculenta que o ex-governador tenta abrir essa via de filiação foi criticada por Feitosa, que revelou ainda que há uma grande resistência de grupos e lideranças petistas sobre a volta do ex-integrante, por isso a questão foi para a nacional. “Eu posso adiantar a posição do nosso grupo, que esse não é o papel nosso [Direção Estadual], porque se colocar aqui, ela será derrotada. A maioria não quer o retorno dele e do seu grupo”, afirmou o secretário.

As especulações sugerem que o ex-governador Ricardo Coutinho deve deixar os quadros do Partido Socialista Brasileiro e se filiar ao PT com vistas a candidatura ao Senado Federal com o apoio do ex-presidente Lula nas eleições de 2022.

Deixe um comentário...