Ribeiro pode pegar até 25 anos de prisão se for condenado por esquema

Milton Ribeiro. Foto: Vinicius Schmidt/Metrópoles

Por Guilherme Amado

O pastor Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação preso pela PF nesta quarta-feira (22/6), poderá pegar até 25 anos de prisão se for condenado à pena máxima por todos os crimes de que é acusado na Justiça Federal.

Ribeiro é suspeito de ter praticado quatro crimes, segundo a operação Acesso Pago, que prendeu o ex-ministro: corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. O crime com pena mais alta é o de corrupção passiva, que pode chegar a 16 anos de prisão, além de multas.

A Polícia Federal apura um suposto esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos durante a gestão de Ribeiro à frente do MEC. A operação investiga se houve favorecimento em liberação de verbas para prefeituras ligadas aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura. O esquema envolveria propinas em Bíblias e barras de ouro.

Deixe um comentário...