Saiba quem é o homem que foi preso por estelionato após fingir ser diácono para aplicar golpes

0

Homem é preso após fingir ser diácono para aplicar golpes — Foto: Reprodução

Após uma denúncia da Arquidiocese de Brasília, um homem que se apresentava como diácono da Igreja Católica foi preso em Paranacity, no Paraná. Segundo a ordem religiosa, Marcos Antônio Oliveira Batista, de 27 anos, usava uma ata de ordenação falsa para aplicar golpes em fiéis. Ele foi detido pela Polícia Militar, na segunda-feira passada (1), e encaminhado para a delegacia de Cruzeiro do Sul, no Paraná, por uma série de crimes e estelionatos praticados.

Segundo o delegado Juliano de Jesus Tamos, o falso religioso aplicou um golpe em um consultório odontológico de Cruzeiro do Sul, onde efetuou um pagamento de R$ 200, com um Pix falso. Além disso, ele realizou duas compras de cerveja na cidade com meios de pagamento fraudulentos. Marcos Antônio também fraudou o pagamento de uma corrida de táxi em Londrina, no Paraná.

Após ser detido pela Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, Marcos Antônio disse que estava na cidade para prestar auxílios aos religiosos da paróquia da cidade. Com ele, foi encontrada apenas a ata de ordenação falsa que ele usava para se apresentar como diácono.

Marcos Antônio produziu um documento falso que alegava sua ordenação diaconal — Foto: Reprodução
Marcos Antônio produziu um documento falso que alegava sua ordenação diaconal — Foto: Reprodução

Além de ter realizado a denúncia contra o homem, a Arquidiocese de Brasília publicou uma nota em que esclarece que o documento foi produzido pelo homem, e é falso.

“A Arquidiocese de Brasília informa que nem Dom Paulo Cezar Costa ou alguma autoridade eclesiástica supostamente envolvida, não têm conhecimento de qualquer oficialidade para a realização deste Sacramento da Ordem no território da Arquidiocese de Brasília e sequer existem as legítimas cartas dimissórias de tal pessoa”, diz a nota.

Falso diácono é preso por estelionato no Paraná — Foto: Instagram
Falso diácono é preso por estelionato no Paraná — Foto: Instagram

Essa, no entanto, não foi a única instituição religiosa que veio a público fazer acusações contra Marcos Antônio. Na quinta-feira (4), a Arquidiocese de São Salvador da Bahia também emitiu uma nota a respeito de um modus operandi semelhante praticado pelo homem na capital baiana.

“Este mesmo senhor que se passava por sacerdote em Salvador, se apresentou como diácono na Arquidiocese de Brasília, no Distrito Federal, inclusive portando uma ata de Ordenação Diaconal falsa”, cita a arquidiocese baiana.

Homem é preso após fingir ser diácono para aplicar golpes — Foto: Reprodução
Homem é preso após fingir ser diácono para aplicar golpes — Foto: Reprodução

Já a Arquidiocese de Maringá reforçou o comunicado emitido pelas outras instituições e pediu aos fiéis que tenham atenção às pessoas que se passam por lideranças religiosas católicas para aplicar golpes.

“A Arquidiocese de Maringá esclarece que o senhor Marcos Antônio Oliveira Batista, preso nesta semana em território da Arquidiocese de Maringá, não é diácono nem padre da Igreja Católica Apostólica Romana, conforme nota pública divulgada pela Arquidiocese de Brasília–DF. Arquidiocese de Maringá recomenda a todos que fiquem atentos a pessoas que se passam por lideranças religiosas católicas para aplicar golpes. Em caso de suspeita, procure a autoridade policial”, escreveu em nota.

About Author

Deixe um comentário...