Substância do vinho tinto pode retardar ejaculação precoce, diz estudo

FOTO: Reprodução/ Pexels

A resposta para homens que sofrem com a ejaculação precoce pode estar no vinho tinto. Uma pesquisa feita na Espanha descobriu que o consumo regular de uma pílula com quercetina, uma substância presente na uva, e erva de São João fez os pacientes sustentarem a ereção 77 segundos a mais durante o sexo.

Os voluntários da pesquisa tinham entre 27 e 58 anos, estavam em relacionamentos há pelo menos seis meses, e conseguiam manter a ereção antes de ejacular por, em média, 1 minuto e 9 segundos. Todos tomaram o remédio por 12 semanas, e a média subiu para 2 minutos e 26 segundos.

O estudo foi conduzido por pesquisadores do Instituto Murcian de Sexologia e financiada pela empresa que fabrica as pílulas. O levantamento foi publicado em versão pré-print, ou seja, não foi revisado pela comunidade científica, na revista The Journal of Sexual Medicine.

A erva de São João é conhecida por inibir a contração do ducto deferente, uma das estruturas do sistema reprodutor masculino que faz parte da ejaculação. Já a quercetina já foi usada anteriormente pra tratar pacientes com inflamação na próstata, um sintoma comum aos homens que possuem problemas de ejaculação precoce.

A quantidade de quercetina usada na pílula é equivalente à encontrada em uma taça de vinho, ou em uma cebola roxa grande.

Apesar de os resultados serem animadores, os pesquisadores lembram que é preciso fazer uma levantamento com mais participantes para entender se a pílula realmente funciona e que outros fatores podem ter influenciado o resultado.

Deixe um comentário...