VÍDEO: Prefeito de Pombal define como “infelicidade” ter filho autista e vira alvo de críticas

0

Verissinho

Uma fala do prefeito do município de Pombal, Dr. Verissinho (MDB), está gerando grande repercussão nas redes sociais desde a terça-feira (09). Em uma reunião realizada no dia 3 de julho, o gestor da cidade sertaneja afirmou que é uma “infelicidade” ter um filho com transtorno do espectro autista (TEA).

“As pessoas que têm a infelicidade de ter um filho com transtorno a procurar a escola do município,” citou o prefeito em um trecho do vídeo que viralizou nas redes sociais.

A declaração do prefeito foi recebida de forma positiva por uma aliada de Verissinho, que em sua fala rebatia os comentários negativos que circulam desde a última quarta-feira (03). A aliada defendeu a posição do prefeito, questionando: “Ele não errou em nada. É felicidade você ter um filho doente?”

Ela continuou afirmando: “É porque o povo hoje tá cheio de besteiro. Porque Deus me perdoe, um menino autista é um menino doido. E quem é que quer ter um menino doido?” E concluiu: “Tem esse não, é uma infelicidade, não é felicidade não.”

Veja o vídeo abaixo:

Essas declarações provocaram uma onda de indignação entre pais e mães de crianças com TEA. Nas redes sociais, diversos áudios e vídeos foram compartilhados, expressando críticas e desaprovação à fala do prefeito e de sua aliada.

Segundo a Lei 13.146/2015, é crime praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência. A pena pode ser aumentada se o crime for cometido por intermédio de meios de comunicação social ou de publicação de qualquer natureza, podendo chegar a cinco anos de prisão, além de multa.

Até o momento, não houve um pedido oficial de desculpas por parte do prefeito Verissinho, nem qualquer tipo de explicação sobre a sua declaração.

Por Patos Online

About Author

Deixe um comentário...