Asteroide potencialmente perigoso se aproxima da Terra

O asteroide 7335 (1989 JA). Foto: Reprodução

Um enorme asteroide vai se aproximar da Terra no dia 27 de maio, segundo o Center for Near Earth Object Studies (CNEOS) da NASA, um centro responsável por estudar objetos em proximidade ao planeta.

O asteroide, felizmente, vai passar pela Terra a uma distância de 4 milhões de quilômetros, ou 10 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

Contudo, devido ao tamanho do asteroide, chamado de 7335 (1989 JA0, que é de 1.9 km de diâmetro, e à proximidade relativa dele à Terra, a NASA o classificou como “potencialmente perigoso”, o que significa que poderia causar um grande estrago ao planeta se sua órbita se alterasse e ele colidisse com a Terra.

O asteroide 7335 (1989 JA)

Segundo a NASA, o 7335 (1989 JA) é o maior asteroide a se aproximar da Terra esse ano. Os cientistas estimam que ele está viajando a 76.000 km/h, ou 20 vezes mais rápido que uma bala. A pedra gigante não vai se aproximar outra vez até 23 de junho de 2055, quando passará anda mais longe durante seu sobrevoo, a 70 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

Esse asteroide é um dos mais de 29.000 objetos próximos à Terra que a NASA rastreia todo ano. Essa categoria considera os objetos que passam a cerca de 48 milhões de quilômetros da órbita terrestre, segundo a NASA.

A maioria desses objetos são extremamente pequenos; o 7335 (1989 JÁ) tem um tamanho maior que 99% dos objetos em proximidade à Terra que a NASA rastreia, segundo a agência.

Esse asteroide também entra na categoria da classe Apollo, que refere-se aos asteroides que orbitam o Sol ao mesmo tempo em que atravessam a órbita terrestre periodicamente. Os astrônomos conhecem cerca de 15.000 asteroides desse tipo.

A NASA monitora os objetos em proximidade, como esse, com atenção, e recentemente lançou uma missão para testar se é possível desviar asteroides potencialmente perigosos de sua rota de curso com a Terra algum dia.

Em novembro de 2021, a NASA lançou a espaçonave chamada Double Asteroid Redirection Test (DART), que vai colidir com o asteroide Dimorphos (160 metros) em 2022. A colisão não vai destruir o asteroide, mas pode alterar sua órbita.

Deixe um comentário...