Casal é suspeito de sonegar impostos de carros de luxo de até R$ 5 mi

Foto: Divulgação/PCGO

Por Laura Braga

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu um casal de empresários suspeito de sonegar impostos em vendas de carros de luxo na capital goiana. De acordo com a corporação, os acusados, de 32 e 28 anos, ostentavam uma vida de luxo e mantinham uma revenda de veículos de alto padrão.

A operação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT) foi deflagrada na terça-feira (22/11). Conforme a investigação, entre os veículos do estabelecimento, alguns custavam mais de R$ 1 milhão e outros chegavam a R$ 5 milhões. No total, foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e dois de prisão temporária.

Nome de família

De acordo com a polícia, o setor de inteligência da Secretaria da Economia, que fez parte da operação, identificou o grupo empresarial familiar suspeito. Segundo o delegado responsável pelo caso, Marcelo Aires, os envolvidos usavam parentes e empregados da empresa para transferir os veículos para os seus nomes. Em seguida, vendiam como pessoas físicas para se esquivarem da fiscalização do Fisco.

A polícia apurou que o esquema envolvia também contadores e “laranjas” para vender os veículos importados. Durante a ação, também foram apreendidos celulares, computadores e documentos.

Conforme divulgado pela polícia, o grupo não recolhia o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) da venda de carros e o Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre a comercialização na modalidade consignação. Só a título de ICMS, os valores sonegados podem superar R$ 8 milhões, informou a pasta.

Caso condenado, o casal pode responder por organização criminosa, falsidade ideológica e sonegação fiscal. A pena pode chegar a 10 anos.

Deixe um comentário...