Dieta real: saiba o que a rainha comia para manter a saúde aos 96 anos

© WPA Pool/Getty Images. Rainha Elizabeth

Por Juliana Contaifer

A rainha Elizabeth II morreu, serenamente enquanto dormia, na quinta (8/9), aos 96 anos de idade, no Reino Unido. Apesar da idade, a monarca era conhecida pela saúde de ferro — nos últimos 20 anos, ela só esteve no hospital três vezes, em visitas rápidas.

A rotina da rainha foi documentada ao longo dos anos, e se destaca pelo equilíbrio: quando estava comendo em casa, optava por refeições low carb. Um exemplo de prato para o almoço era peixe grelhado com vegetais, seguido por uma dose de gin ou aperitivo com uma fatia de limão e gelo.

Elizabeth era conhecida por tomar um martini por dia, mas parou de beber a dose diária por pedido médico em 2021.

Para o jantar, quando não estava participando de eventos, a rainha costumava escolher filés de boi, veado, faisão ou salmão com frutas de sobremesa. Aos domingos, a escolha era o assado.

No café da manhã, ela comia biscoitos e chá, acompanhados de torrada com geleia, cereais com frutas ou salmão defumado e ovos mexidos com trufas. No lanche da tarde, a rainha participava do tradicional chá da tarde inglês, com chá, sanduiches e bolinhos.

Elizabeth também era conhecida por ser uma chocólatra: ela amava chocolate amargo, que tem vários benefícios à saúde. Para fechar o dia, ela tomava uma taça de champanhe.

Exercícios leves

A rainha não era conhecida por ser grande adepta dos exercícios físicos intensos. Ela gostava de fazer longas caminhadas com seus cachorros, e andar à cavalo — mesmo com a preocupação dos médicos, ela continuou cavalgando até os 90 anos de idade.

 

Deixe um comentário...