Energia furtada na Paraíba em 2022 poderia abastecer toda a cidade de Patos por um ano

Funcionários da Energisa durante atendimento em casa — Foto: Energisa/Divulgação

Apenas em 2022, foram desviados 231 GWh em energia elétrica na Paraíba, o que seria suficiente para abastecer toda a cidade de Patos por um período de 12 meses. Além de comprometer a qualidade do fornecimento de energia, sobrecarregando o sistema elétrica, o popular “gato” pode ocasionar choques elétricos, curtos-circuitos e até mesmo incêndios.

De acordo com os dados da Energisa, em parceria com a Polícia Civil e o Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba, foi possível recuperar, no ano de 2022, mais de R$ 21 milhões, sendo R$ 4,4 milhões em impostos, cerca de 12% a mais que em 2021. Recuperados, esses valores poderão ser investidos em obras de manutenção e ampliação da rede elétricas, por parte da Energisa, e em políticas públicas do Governo do Estado.

“Infelizmente temos visto notícias frequentes de acidentes com a comunidade, ao tentar fazer esse tipo de ligação. Normalmente, quem pratica esse ato não tem conhecimento sobre eletricidade e nem utiliza os equipamentos de proteção necessários para trabalhar com a rede energizada. As equipes técnicas da Energisa passam por treinamentos específicos para mexer na rede elétrica com segurança”, alerta o gerente comercial da Energisa, Danillo Lélis.

Caso suspeite desse tipo de prática, o cidadão pode denunciar de forma anônima. A denúncia pode ser feita pelo Call Center 0800 083 0196 (ligação gratuita), em uma das agências de atendimento, na Gisa (opção 15), ou no site da Energisa.

Deixe um comentário...