Entrevista com Harry e Meghan deve levar Oprah Winfrey aos tribunais

Príncipe Harry e Meghan Markle. Foto: Samir Hussein/Samir Hussein/WireImage/Getty Images

Por Carinne Souza

A apresentadora Oprah Winfrey pode precisar dar depoimento nos Estados Unidos por causa da entrevista que fez com os duques de Sussex, príncipe Harry e Meghan Markle. A jornalista é citada como testemunha de um processo que Samantha Markle move contra a própria irmã por “danos morais”.

Samantha está processando a ex-estrela de Suits em 60 mil libras, aproximadamente R$ 353 mil, por alegar que teve “sua reputação prejudicada pelos comentários de Meghan na entrevista”. Além disso, a irmã da duquesa afirma que foi “difamada” no livro Finding Freedom (Encontrando a Liberdade, em tradução livre).

Samantha Markle
Samantha Markle

Além da apresentadora, Samantha quer que o príncipe Harry e outras 19 testemunhas participem do depoimento, entre elas, a própria mãe e os autores de Finding Freedom. Nos Estados Unidos, a coleta de depoimentos faz parte do “processo de descoberta”. O advogado de Meghan, Michael Kump, disse, no entanto, que o processo deve continuar somente até a Justiça acatar o pedido de Markle de arquivar o caso.

Relembre a entrevista

Em março de 2021, os duques de Sussex deram uma entrevista bombástica à apresentadora Oprah Winfrey. O bate-papo estremeceu as estruturas da realeza britânica.

Príncipe Harry e Meghan Markle sentados em cadeiras de mãos dadas
Bate-papo entre Harry, Meghan e Oprah foi ao ar em 7 de março de 2021

Na entrevista, os Sussex alegaram que Meghan foi vítima de racismo por parte de um membro real de alto escalação. Segundo a ex-atriz de Hollywood, a realeza chegou a discutir a cor da pele de Archie, primogênito do casal, enquanto ela ainda estava grávida.

Devido aos ataques dos tabloides ingleses e da família do príncipe, Meghan ainda falou sobre o desejo de “não querer mais estar viva”. Ela pediu ajuda profissional ao Palácio de Buckingham, mas foi ignorada.

Harry ainda revelou sentir pena do irmão, William, e do pai, o rei Charles III, por não poderem escapar da monarquia. Com a renúncia, Charles parou de atender ligações do próprio filho.

Rei Charles III ao lado da esposa, a rainha consorte, Camilla Bowles-Parkes; o filho príncipe William e a nora Kate Middleton

 

Deixe um comentário...