Ex que matou modelo a facadas é condenado a 23 anos de prisão

Lucio Magno do Espírito Santo Quadros à esquerda, Geordana Farias à direita. Foto: Polícia Civil | Reprodução

Por Thamirys Andrade

A Justiça condenou, na segunda-feira (21), o ex-namorado da modelo Geordana Farias, morta por ele a facadas em setembro do ano passado, aos 20 anos. Lucio Magno do Espírito Santo Quadros foi sentenciado a 23 anos de prisão por feminicídio, em julgamento no Fórum de Ananindeua, no Paraná.

Segundo afirmou o pai da vítima ao portal G1, o resultado foi um “alívio” para a família.

– A Justiça foi feita. Isso não vai trazê-la de volta, mas a sociedade precisava dessa resposta, as mulheres precisavam dessa resposta e que sirva de alerta para muitas – disse ele.

De acordo com a apuração, o homicídio foi motivado porque o rapaz não aceitava o fim da relação. Durante o assassinato, ele desferiu facadas também no rosto da modelo, o que foi encarado pelo júri um atentado à beleza da jovem.

A promotoria chegou a pedir 30 anos de prisão para o réu, mas não irá recorrer por considerar 25 anos o suficiente. Para o pai da vítima, a pena foi satisfatória, correspondendo ao que ele esperava.

Já o advogado de defesa, João Bendelack, anunciou que pedirá a anulação do julgamento. De acordo com ele, algumas das provas apresentadas pela defesa não constavam nos autos, embora tenham sido apresentadas no prazo legal.

– A defesa irá recorrer perante o tribunal para que possa ser anulado esse julgamento e venha até outro júri. A defesa também entende que a pena foi muito fora do normal e vai buscar diminuir a penalidade – afirmou Bendelack.

Deixe um comentário...