General critica Moraes: “Ditadura do Judiciário”

Ministro Alexandre de Moraes, do STF Foto: Fellipe Sampaio/STF

Por Monique Mello

O general de Exército, Roberto Câmara Senna, fez uma análise sobre o cenário político do país e criticou o Supremo Tribunal Federal (STF) e o ministro da Corte, Alexandre de Moraes. As informações são da coluna Na Mira, do Metropóles.

Senna deu declarações em um grupo fechado do WhatsApp, no entanto, o texto viralizou.

Na avaliação do militar, o país “vive um grave impasse político, em especial com a confirmação de um processo eleitoral ilegal e fraudulento, imposto pelo STF e o TSE [Tribunal Superior Eleitoral]”.

Segundo ele, sem a presença ativa do presidente Jair Bolsonaro (PL), o país vive uma “ditadura do Judiciário”. O militar afirmou que Moraes “implantou a censura no país, reprime as manifestações democráticas e persegue todos aqueles que contestam as eleições”, destacou.

Deixe um comentário...