Justiça confirma justa causa a porteiro flagrado em cama de moradora

0

Foto: iStock

São Paulo – A Justiça do Trabalho de São Paulo negou recurso a um porteiro que foi demitido por justa causa por dormir no apartamento de uma moradora, durante o expediente, sem autorização dela.

About Author

Deixe um comentário...