Messi marca golaço, mas PSG fica no empate com o Benfica em Portugal

Lionel Messi e Neymar. Foto: Getty Images

Por Estadão Conteúdo

Após vencer as duas primeiras partidas na Liga dos Campeões, o Paris Saint-Germain foi a campo no Estádio da Luz na quarta-feira (5/10), e empatou por 1 x 1 com o Benfica, pela terceira rodada do Grupo H. Em duelo com participação decisiva dos goleiros, Messi anotou um belo gol, servido por Neymar, e os benfiquistas contaram com um gol contra do zagueiro Danilo Pereira para empatar.

A igualdade no placar deixa os dois times com sete pontos, mas o PSG fica com o primeiro lugar por ter mais gols marcados que o vice-líder português. A terceira colocação é da Juventus, que pontuou pela primeira vez ao vencer o quarto colocado Maccabi Haifa por 3 x 1, com dois gols de Rabiot e um de Vlahovic. O tento israelense foi marcado por Dean David.

O Benfica foi um adversário duro para o PSG durante os minutos iniciais do primeiro tempo e forçou Donnarumma a mostrar todo o seu reflexo para salvar a meta parisiense em mais de uma oportunidade. O goleiro italiano venceu duelos com Gonçalo Ramos e protagonizou uma linda defesa após finalização de David Neres. Depois de segurar a pressão, o PSG abriu o placar graças ao talento de seu trio estrelado.

Em uma excelente troca de passes, Neymar recebeu de Mbappé na meia-lua e serviu Messi, que bateu de primeira na entrada da área e viu a bola cheia de efeito morrer na rede. O gol aplacou um pouco o ímpeto benfiquista. Mesmo assim, o empate saiu. Pouco antes do intervalo, aos 40 min, Gonçalo Ramos não conseguiu concluir de cabeça após cruzamento de Enzo Fernández, mas viu a bola cruzar a linha após bater em Danilo Pereira, zagueiro do PSG.

O segundo tempo foi de chances para os dois lados, e os goleiros brilharam quando acionados. O benfiquista Vlachodimos encaixou uma linda espalmada para evitar gol de Mbappé, após excelente jogada individual de Messi, e Donnarumma fez mais uma grande defesa em confronto com Rafa Silva. O PSG se arriscou um pouco mais nos instantes finais e conseguiu estabelecer alguma pressão, mas não alterou o marcador.

A reta final também foi um pouco nervosa, não à toa saíram três cartões amarelos a partir dos 46 minutos, um deles para Neymar, por reclamação. O brasileiro estava bastante exaltado e se envolveu em uma breve discussão após o apito final.

HAALAND BRILHA DE NOVO

No Grupo G, o Manchester City contou mais uma vez com a pontaria do fenômeno Erling Haaland, agora com 19 gols em 12 jogos e goleou o Copenhagen por 5 x 0. O norueguês abriu o placar logo aos seis minutos, ao acertar o canto esquerdo de Grabaral, e ampliou aos 32, após ficar com a sobra de uma finalização de Sergio Gómez. Assim, abriu o caminho para a goleada.

Ainda no primeiro tempo, o terceiro gol inglês saiu dos pés do zagueiro Khocholava, do Copenhagen, que mandou contra a própria rede. O City continuou massacrando no segundo tempo e marcou mais duas vezes. Mahrez fez o quarto, em cobrança de pênalti, e Julián Álvarez mostrou faro de gol na pequena área para marcar o quinto.

Com o triunfo tranquilo, o Manchester City continua com 100% de aproveitamento dentro do Grupo G, com nove pontos, três à frente do vice-líder Borussia Dortmund, que venceu o Sevilla por 4 x 1 na quarta-feira (5/10), com gols de Raphael Guerreiro, Jude Bellingham, Karim Adeyemi e Julian Brandt. O gol sevilhano foi marcado por En-Nesyri. Os resultados da rodada deixam Sevilla e Copenhagem, ambos com um ponto, em terceiro e quarto, respectivamente.

Deixe um comentário...