MG: Mulher morre após ser esfaqueada pelo ex-companheiro

Foto: Reprodução/Imagem ilustrativa

A gari Camila Rodrigues de Souza Gonçalves, de 33 anos, morreu depois de ser esfaqueada sete vezes pelo ex-companheiro, 39. O caso ocorreu na quarta-feira (11) em Ibirité, Belo Horizonte (MG). As informações são do O Tempo.

Imagem ilustrativa Pixabay

O portal teve acesso às imagens de uma câmera de segurança que registraram o momento em que o homem desferiu os golpes contra a ex-companheira. Camila foi socorrida depois de ser esfaqueada no rosto, nuca e tórax. Ela chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Contagem, mas não resistiu aos ferimentos.

O casal teve uma união estável durante seis anos e estavam separados havia dois. O homem não aceitava o fim do relacionamento e passou a ameaçar Camila.

A titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Ibirité, Carolina Urbano, informou que o suspeito “perseguia e ameaçava a vítima”, na tentativa de reatar o relacionamento.

A delegada ressaltou que Camila não registrou o caso em uma delegacia.

“Ele também tinha um histórico de violência doméstica contra outras ex-companheiras. Tinha passagem por uso de drogas, envolvimento com tráfico e posse ilegal de arma de fogo.”

O homem foi detido depois de ter cometido o crime e encaminhado ao Presídio Regional de Ibirité. A polícia informou que, caso seja condenado, ele pode pegar até 30 anos de prisão.

Deixe um comentário...