Motorista de aplicativo acusado de estuprar passageira durante corrida é preso

0

A 73ª DP, para onde o homem preso foi levado — Foto: Google Maps/Reprodução

Policiais do Segurança Presente prenderam, no último sábado (6/7), no bairro de Neves, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, um motorista de aplicativo, de 39 anos, acusado de estupro de vulnerável. Ele teria violentado uma passageira, de 38 anos, em novembro de 2023, após drogá-la. A vítima acabou engravidando do homem.

A equipe do Niterói Presente recebeu informações sobre um mandado de prisão em aberto contra o suspeito e, ao chegar ao local onde o homem estaria escondido, ele fugiu. Os policiais continuaram com as buscas e o suspeito foi localizado e preso.

O crime ocorreu em 8 de novembro de 2023, quando três amigas solicitaram o carro de aplicativo — a vítima foi a última a desembarcar. Em seu depoimento, a mulher alegou suspeitar que foi drogada, pois estava sem controle de seus atos e movimentos.

No dia seguinte, ao recuperar a memória, a vítima viu pelo aplicativo que a corrida tinha terminado na residência do motorista. A mulher lembrou, então, que teve dificuldade de realizar o pagamento pelo aplicativo do banco. Ao falar com o motorista, ele teria dito: “Se não tem dinheiro, você vai pagar de outro jeito.”

Ainda em seu depoimento, a vítima contou que o motorista mandou que ela fosse para o banco da frente e cometeu o abuso. A mulher registrou a ocorrência na delegacia, tomou coquetel anti-DST e a pílula do dia seguinte, mas dois meses depois, ao procurar ajuda médica por se sentir mal, descobriu a gravidez. Ela fez um aborto legal no Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

O motorista preso foi levado para a 73ª DP (Neves).

About Author

Deixe um comentário...