Sete em cada dez brasileiros recebem até dois salários mínimos

Foto: Agência Brasil

Por Fábio Matos

A renda de sete em cada dez brasileiros foi de até dois salários mínimos no terceiro trimestre deste ano, segundo uma pesquisa da LCA Consultores realizada com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento aponta que 67,19% do total de 97,5 milhões de trabalhadores ativos no país recebiam até dois salários mínimos (R$ 2.424). Esse contingente é formado por 65,5 milhões de brasileiros.

Segundo a pesquisa, 34,766 milhões de pessoas (35,63% dos ocupados) tinham renda de até um salário mínimo (R$ 1.212). Outros 30,798 milhões (31,56%) ganhavam entre um e dois salários mínimos, enquanto 32 milhões (32,81%) recebiam acima de dois salários mínimos.

Desde junho de 2020, de acordo com o IBGE, o percentual de trabalhadores que ganhavam até um salário mínimo passou a ser a maior entre os três grupos – com exceção de dezembro de 2020.

O levantamento mostrou que houve alta, em todos os 11 setores pesquisados entre o quarto trimestre de 2019 e o terceiro trimestre de 2022, na proporção de trabalhadores que recebem até um salário mínimo.

As maiores altas foram registradas nos segmentos de alojamento/ alimentação e serviços domésticos – que estão entre os mais atingidos pelas restrições impostas durante a pandemia de Covid-19.

No caso de alojamento e alimentação, o crescimento foi de mais de 12 pontos percentuais no período, de 38,4% para 50,9%.

Aumento para 2023

A equipe que cuidará da transição do governo de Jair Bolsonaro (PL) para a gestão do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), avalia a inclusão de aumento real no salário mínimo de 1,3% para janeiro de 2023.

O projeto do Orçamento para o ano que vem prevê que o salário mínimo suba para R$ 1.302 a partir de janeiro, com base na correção apenas pela inflação. Durante a campanha eleitoral, no entanto, Lula prometeu que aumentaria o valor do mínimo acima da inflação.

Até o momento, o futuro governo trabalha com a expectativa de elevar o salário mínimo para R$ 1.320 no ano que vem, um acréscimo de R$ 108 em relação ao valor atual.

Deixe um comentário...