Suspeitos de roubar carros de mulheres e usar cartões das vítimas são presos em Campina Grande

Suspeitos de roubar carros de mulheres em Campina Grande são presos — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois jovens foram presos suspeitos de assaltar veículos de mulheres e usarem os cartões de crédito das vítimas para realizar compras em estabelecimentos de Campina Grande. De acordo com o delegado Demétrius Patrício, as prisões aconteceram na manhã da terça-feira (22), no bairro do Quarenta.

Os jovens têm 21 e 24 anos e teriam confessado a participação em pelo menos dois roubos recentes de veículos na cidade. “O suspeito mais velho já responde a crimes de homicídio e roubo de veículo automotor. Os dois, junto com outros integrantes de um grupo, praticaram assaltos a veículos cujas maioria das vítimas eram mulheres”, explicou o delegado.

Os crimes mais recentes aconteceram no dia 15 de novembro, no bairro do Catolé, e no dia 16, no bairro do Jardim Paulistano. “O mais jovem confessou a participação no primeiro crime e o segundo disse que entregou o veículo a outra pessoa”, disse o delegado.

Ainda conforme Demétrius, os suspeitos não quiseram apontar os nomes de outras pessoas do grupo criminoso, por medo de represália, mas a polícia já levanta as pessoas que estariam envolvidas com a receptação, desmanche, e transporte das peças e dos veículos para João Pessoa.

“Também há indícios da participação deste grupo na tentativa de assalto ao motorista de aplicativo, no sábado (19), em que um jovem acabou morrendo no confronto com a vítima. Esse jovem morava na casa colada a um dos suspeitos presos hoje”, explicou o titular da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio de Campina Grande.

O crime do sábado aconteceu no bairro do Quarenta, por volta das 3h. O motorista por aplicativo foi abordado por dois homens em um carro, que tentaram assaltá-lo. Ele reagiu e atirou contra os suspeitos, sendo que um deles foi baleado e morreu enquanto era socorrido. O motorista fugiu do local do crime e até esta terça-feira não havia sido identificado.

Ainda conforme o delegado, além do roubo dos veículos, o fato dos suspeitos usarem os cartões das vítimas para fazer compras ajudaram na identificação deles. “Os estabelecimentos tinham câmeras, e um deles foi visto fazendo uma compra de R$ 250 no cartão de uma vítima. Ele confessou que era ele mesmo”, completou Demétrius.

Deixe um comentário...