Ursula von der Leyen é a mulher mais poderosa do mundo, segundo a Forbes; veja top 10

© Reuters. Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em Bruxelas

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, foi eleita a mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes em 2022. Os nomes das 100 eleitas foram divulgados na terça-feira (6).

Segundo a revista, a escolha por Ursula von der Leyen se deu “por sua liderança durante a guerra na Ucrânia, bem como por lidar com a pandemia de Covid-19”.

“Sua influência é única – ninguém mais na lista formula políticas em nome de 450 milhões de pessoas – mas seu compromisso com uma sociedade livre e democrática não é. Von der Leyen é apenas uma face do maior enredo de 2022: mulheres atuando como defensores da democracia”, diz a Forbes sobre Ursula von der Leyen.

A lista de 2022 também inclui Kamala Harris, vice-presidente dos EUA, e Giorgia Meloni, primeira-ministra da Itália. Não há nenhuma brasileira na lista deste ano.

Em 2021, a eleita foi MacKenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos, fundador da Amazon. Angela Merkel, ex-chanceler da Alemanha, foi a eleita de 2020.

A apresentadora americana Oprah Winfrey aparece em 24º lugar, seguida por Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Deputados dos EUA. As cantoras Rihanna, Taylor Swift e Beyoncé aparecem em 73º, 79ª e 80ª, respectivamente.

A lista também contempla a atriz Reese Witherspoon, 86ª colocada; e Shonda Rhimes, roteirista e produtora, 93ª.

Veja abaixo quem são as dez primeiras da lista de 2022:

  1. Ursula von der Leyen (Bélgica)
  2. Christine Lagarde (Alemanha)
  3. Kamala Harris (EUA)
  4. Mary Barra (EUA)
  5. Abigail Johnson (EUA)
  6. Melinda French Gates (EUA)
  7. Giorgia Meloni (Itália)
  8. Karen Lynch (EUA)
  9. Julie Sweet (EUA)
  10. Jane Fraser (EUA)

Deixe um comentário...