Veja as famosas que tiveram resultados negativos com “chip da beleza”

Nah Cardoso. Foto: Reprodução

Por Leo Dias

Quando a cantora Flay mostrou como ficou seu rosto após utilizar o “chip da beleza”, a web logo se preocupou com esse método e seus resultados. Essa, no entanto, não é a primeira vez que uma celebridade reclama do procedimento estético. A coluna LeoDias relembra nesta matéria outras famosas que também tiveram um resultado contrário ao desejado.

O que é o chip?

Para quem não é familiar com a expressão, o “chip da beleza” não é um chip real, mas uma técnica de implante hormonal. Ele consiste em um pequeno tubo de silicone, que mede de 3 a 5 centímetros e tem a função de liberar o hormônio gestrinona, um derivado da testosterona, no corpo da pessoa que o tem.

Flay expoe efeito colateral de procedimento estético (Reprodução: Instagram)
Flay expõe efeito colateral de procedimento estético (Reprodução: Instagram)
Foto colorida de influenciadora mostrando espinhas
Flay mostra nos stories como ficou sua pele após implante
Nah Cardoso também mostrou o estado de seu rosto na época
Carol Dias mostrou como seu rosto ficou na época

Uma parte das mulheres adeptas ao método, utiliza-o como tratamento, pois o chip também funciona como método contraceptivo, impedindo a menstruação. Já em relação a estética, o medicamento ajudaria na perda de gordura e ganho da massa muscular. Ainda assim, nem tudo são flores, como será possível ver nos casos listados.

Entre os efeitos colaterais estão: aumento da acne e da oleosidade na pele, além de queda de cabelo. Em casos mais graves, pode causar problemas cardiovasculares. Esses são os principais motivos que fazem com que alguns médicos sejam contra a sua utilização.

Embora o contra-efeito tenha ocorrido com Flay recentemente, não é de hoje que o implante é realizado no Brasil, assim como não é novidade que algumas pessoas têm resultados que surpreendem negativamente.

Veja a lista

Nah Cardoso 

A youtuber decidiu retirar o chip no início de 2018, após apresentar resultados semelhantes ao de Flay. Nah tinha optado pelo implante como método contraceptivo, mas logo teve efeitos colaterais como queda de cabelo, aumento de celulite, acne, pele oleosa e mais. Ela removeu o medicamento de seu corpo e comentou sobre todo o período de uso, pouco tempo depois, em seu canal no YouTube: “Eu comecei a ficar muito mal com aquilo”

Carol Dias

Também em 2018, Carol Dias se arrependeu de usar o chip da beleza. A esposa do jogador de futebol Kaká teve um grande problema com a acne e chegou a tomar um medicamento forte para a pele, para acabar com as manchas que permaneceram após o implante. “Agora já estou melhor, mas depois de ter tirado o chip tive que tomar (…) um remédio muito forte para a pele, por 4 meses. A mensagem que quero passar é que não precisamos mexer na nossa composição corporal, que não existem milagres e que precisamos manter nossa saúde em equilíbrio com alimentação e com coisas naturais para o nosso organismo”, relatou.

“É mentira essa coisa de ficar acreditando na medicina, que você vai colocar um chip e vai ficar bonita. Minha prova está aí: queda de cabelo, espinha, pele feia, depressão, ansiedade e aumento de apetite”, desabafou a ex-panicat na ocasião.

Mariana Goldfarb

Fechando a lista de quem apresentou problemas com o implante em 2018 está a modelo Mariana Goldfarb. Na época, a esposa de Cauã Reymond compartilhou com seus seguidores que sua pele havia “pipocado” com acne e espinha.

O processo após a retirada do chip também não foi fácil: É o dobro de esforço, é bizarro. Até seu corpo se acostumar a ficar completamente natural, sem nada, sem nenhum estímulo de hormônio, eu estou penando. Estou fazendo o dobro de esforço e estou com o triplo de preguiça.”

O que os médicos dizem? 

A coluna LeoDias ouviu a doutora Ana Comin, ginecologista e obstetra com mais de 10 anos de experiência na área, que se disse contra o uso do chip. Para ela, o implante tem sido utilizado como um anabolizante.

“O chip da beleza não existe. As pessoas escolhem implantar a gestrinona porque ele não tem a passagem hepática, então pode ser usado em grande quantidade nas mulheres com a promessa de crescimento muscular. É, portanto, um anabolizante”. Em uma análise completa, a doutora ainda comentou que maior questão não é o hormônio em si, e sim o uso dele de forma inadequada.

Deixe um comentário...