Desaparecido há 22 anos, alpinista é encontrado mumificado em montanha do Peru

0

Socorristas removem o corpo do alpinista americano William Stampfl, desaparecido desde junho de 2002, da montanha de Huascarán, no Peru - Polícia Nacional do Peru - 8.jul.24/via AFP

O corpo do alpinista americano William Stampfl, que desapareceu há 22 anos enquanto escalava a montanha nevada de Huascarán, a mais alta do Peru, foi encontrado mumificado e com as roupas em bom estado, informou a Polícia Nacional peruana na segunda-feira (8). O alpinista tinha 59 anos na época do acidente.

De origem eslovena, o americano foi dado como desaparecido em junho de 2002, quando uma avalanche de neve o soterrou. Localizada na região andina de Ancash, no norte do país (a pouco mais 400 km da capital Lima), a montanha de Huascarán tem 6.757 metros de altitude.

Segundo a polícia, o cadáver estava a uma altitude de 5.200 metros, em uma área caracterizada por fendas e considerada perigosa. O corpo foi exposto devido ao derretimento das geleiras nos nevados, fenômeno que afeta a Cordilheira Branca, nos Andes peruanos, e é uma consequência da mudança climática.

Vestido com roupas, equipamentos e botas de escalada, Stampfl pôde ser identificado pelos socorristas graças ao passaporte encontrado entre as peças, que estavam bem conservadas. O frio extremo —na região de Huascarán, a temperatura pode chegar na faixa dos 19°C negativos à noite— teria permitido a conservação do corpo durante duas décadas.

About Author

Deixe um comentário...