Desembargador aposentado recebe Pix para ex-assessor de Bolsonaro; entenda

0

Sebastião Coelho

O desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e advogado Sebastião Coelho (foto em destaque) arrecada doações por meio de Pix para Filipe Martins, ex-assessor para Assuntos Internacionais do governo Jair Bolsonaro (PL).

Filipe foi preso em 8 de fevereiro de 2024, na Operação Tempus Veritatis, que investiga suposta tentativa de golpe de Estado. A prisão teve como base a informação de que o ex-assessor teria tentado fugir do Brasil ao viajar para Orlando, na Flórida (Estados Unidos), junto à comitiva presidencial de Bolsonaro, em dezembro de 2022. A defesa, contudo, afirma que o ex-assessor não embarcou no voo e que ele estava em território nacional. Sebastião Coelho é um dos advogados de Filipe.

O desembargador aposentado divulgou a própria chave Pix nas mídias sociais. Sebastião Coelho disse que os recursos arrecadados “vão custear a sobrevivência de Filipe Martins e família”, a qual, segundo o advogado, está há cinco meses sem qualquer fonte de renda.

As doações também serão direcionadas a “causas jurídicas nacionais” sob responsabilidade de Sebastião Coelho, de acordo com o jurista.

Filipe Martins, ex-assessor para Assuntos Internacionais do governo Jair Bolsonaro (PL).

Em vídeo divulgado nas redes sociais, na terça-feira (3/7), Sebastião confirmou que o Pix divulgado pelo perfil do Instagram Te Atualizei, com 1,3 milhão de seguidores, é o dele. “Agradeço a todos que contribuíram e a todos que se dispuserem a contribuir na medida da possibilidade, jamais com sacrifício”, afirmou o desembargador aposentado.

Durante live nesta semana junto a outros dois advogados, Sebastião Coelho afirmou que “a prisão de Filipe Martins é um ato de covardia”. “Já mostramos a prova de que [ele] não esteve no avião [para os Estados Unidos]”, enfatizou.

No vídeo, Sebastião também afirmou que trataria o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes com respeito durante a live, mas acrescentou que não respeita o magistrado pessoalmente.

“Não trato com respeito porque vossa excelência [Alexandre de Moraes] não respeita a advocacia nem os direitos fundamentais”, declarou o desembargador aposentado.

About Author

Deixe um comentário...