Dona de agência de viagens é presa por fraude de R$ 500 mil em pacotes

Angélica Barbosa Lopes dos Santos. Foto: Reprodução

Por Laura Braga

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), deflagrou, na quinta-feira (13/10), nova etapa da Operação Viagem Cancelada. Angélica Barbosa Lopes dos Santos, 33 anos, uma das proprietárias da empresa El Shaday Turismo, acabou presa pela prática de crimes como estelionato, furto qualificado e falsificação de documento particular.

De acordo com a corporação, a empresa é especializada na venda ardilosa de pacotes turísticos e viagens aéreas. Segundo a polícia, a agência de viagens, com sede em Goiás, atuava em todo o país e também no exterior. O prejuízo causado aos consumidores que procuraram a delegacia é estimado em R$ 500 mil.

Viagem para lugar nenhum

Conforme a apuração do caso, a empresa oferecia pacotes turísticos e passagens aéreas e, mesmo após o pagamento integral, os serviços não eram executados. Dessa forma, os valores pagos à empresa eram acrescidos ao patrimônio dos donos.

Segundo a PCGO, podem existir mais vítimas em todo o Brasil e também no exterior; por isso, foi autorizada a divulgação das imagens dos proprietários do estabelecimento. As ofertas eram feitas pela internet, assim como a venda das passagem.

O outro proprietário da agência de turismo, Johnathan Oliveira Santos, 29, continua foragido.

Deixe um comentário...