Não podemos conviver com o fantasma de 2022, diz Valdemar

Valdemar Costa Neto. Foto: Reprodução

Por Monique Mello

Em coletiva à imprensa na tarde da quarta-feira (23), o presidente do Partido Liberal Valdemar Costa Neto explicou a auditoria nas urnas eletrônicas, explicitada em representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça (22). O ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, havia pedido explicações sobre o relatório do partido, que apontou erros em grupo de urnas.

Valdemar defendeu que a população não poderá conviver nos próximos anos com “o fantasma da eleição de 2022”. Ou seja, sem solucionar o impasse das urnas eletrônicas.

– Não podemos viver com o fantasma da eleição de 2022. Nós temos que solucionar isso. Então, pedimos ao TSE que decida a questão – disse o político.

– Não se trata de pedir outra eleição. Não tem sentido, pois é um processo que envolve milhares de pessoas. Essa nunca foi a nossa intenção. Não estamos discutindo a eleição, estamos discutindo a historia do Brasil – prosseguiu.

Em seguida, Valdemar passou a palavra a Marcelo Bessa, advogado do partido, que endossou as informações contidas no relatório apresentado.

– Foi contratada uma assessoria técnica de alto nível, que nos entregou um relatório apontando inconsistência em um determinado grupo de urnas, mais precisamente nas fabricadas antes do ano de 2020 […] A auditoria concluiu que estas urnas não poderiam ter o resultado certificado, em razão de um defeito no log, que é um elemento essencial para auditoria destas urnas e a verificação de sua rigidez – apontou o advogado.

Bessa explicou porque o PL solicitou uma verificação extraordinária apenas do 2º turno.

– Escolhemos a opção de pedir a verificação extraordinária no 2 turno porque entendemos que pelica transparência e pela necessidade do devido processo legal e da ampla defesa dos envolvidos, seria impossível fazer com que todas as pessoas eventualmente atingidas por uma decisão do TSE viessem aos autos e se manifestarem – elucidou.

Atendendo ao pedido de manifestação de Moraes, o advogado confirma que a equipe técnica responsável pela auditoria ratifica todas as informações levantadas sobre as inconsistências de determinadas urnas.

Deixe um comentário...