PF realiza prisões na Paraíba em operação nacional contra a exploração sexual infantil

Sede da Polícia Federal na Paraíba, em João Pessoa — Foto: APCF/Divulgação

Cinco pessoas foram presas na manhã da terça-feira (22) na Paraíba em meio a uma operação nacional da Polícia Federal de combate ao abuso sexual infantil. As prisões foram realizadas nos municípios de Queimadas, Aroeiras, Mulungu, Santa Terezinha e Nova Floresta. Uma sexta já havia sido presa no domingo (20) NO município de Itabaiana.

Segundo a Superintendência da Polícia Federal, a Operação Guardiões da Infância tem o objetivo de cumprir mandados de prisão decorrentes de decisões judiciais condenatórias por crimes relacionados ao abuso sexual infantil em todo o país.

As ações tiveram início em agosto, com cumprimento de mandados de prisão de criminosos que já constavam do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP). Nesta terça-feira (22), outros 45 mandados de prisão foram cumpridos, totalizando mais de 130 foragidos detidos nos 26 estados e no DF desde o início das ações. As prisões seguem em andamento.

O objetivo da operação é retirar do convívio social indivíduos que já haviam sido investigados, processados criminalmente e condenados, impedindo assim que novos crimes contra crianças e adolescentes sejam cometidos.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, a operação na Paraíba contou com o apoio da Polícia Civil e da Polícia Militar.

Deixe um comentário...