Vitória dos trabalhistas no Reino Unido é vista pelo governo Lula como ‘boa notícia’ para os países democráticos

0

Lula e Keir Starmer. — Foto: Ricardo Stuckert/ Presidência da República

Por Valdo Cruz
Depois de várias notícias negativas vindas de eleições mundo afora, como Itália, França, Argentina e Parlamento Europeu, a vitória dos trabalhistas no Reino Unido é vista pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como uma boa notícia para os países democráticos e de centro-esquerda. E pode começar a equilibrar o jogo mundial, ajudando no combate à extrema-direita na eleição de 2026.

Segundo conselheiros de Lula, a esperança é que, além da onda de sucessos da extrema-direita em alguns países, há também um avanço de partidos de centro e centro-esquerda não só no Reino Unido mas também em Portugal, Espanha e países nórdicos. A eleição mais importante nesse enfrentamento será a dos Estados Unidos, com Donald Trump, expoente da direita, tentando voltar à presidência americana.

Os trabalhistas, partido de centro-esquerda que migrou um pouco mais para o centro pelas mãos do futuro novo primeiro-ministro, Keir Starmer, têm posições mais afinadas com a centro-esquerda brasileira. O clima fica melhor entre os dois países e será um reforço à aliança mundial para se contrapor ao avanço da extrema-direita no mundo.

Na América do Sul, Lula enfrenta a disputa política na região com o presidente da Argentina, Javier Milei, aliado de Jair Bolsonaro. Neste sábado (6), Milei estará em Santa Catarina, participando de encontro de políticos de direita no Brasil. Lá, pode se encontrar com Bolsonaro.

Enquanto isso, Milei avisou que não participará da reunião do Mercosul no Paraguai e mandou sua chanceler no seu lugar. Uma decisão criticada pela diplomacia brasileira, por sinalizar uma falta de comprometimento com o bloco, que busca fechar um acordo com a União Europeia, que vai beneficiar a Argentina.

Lula parabeniza ‘Sir’ Keir por vitória no Reino Unido: ‘conte com o Brasil’

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) parabenizou na sexta-feira (5) Keir Starmer pela vitória do Partido Trabalhista nas eleições do Reino Unido.

Keir Starmer, líder dos trabalhistas, será o novo primeiro-ministro do Reino Unido no lugar do conservador Rishi Sunak.

“Desejo um ótimo mandato. Conte com o Brasil para o fortalecimento dos laços diplomáticos entre nossos países, o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento da democracia”, publicou Lula em uma rede social.

A chegada do trabalhista Sir Keir — como é chamado por ter o título de cavaleiro — à chefia do governo britânico encerra a era de cinco mandatos conservadores.

O Partido Trabalhista, de centro-esquerda, confirmou a vitória esmagadora nas eleições para o Parlamento britânico depois de 14 anos.

A legenda conquistou mais de 410 assentos para o Parlamento, superando com folga o mínimo necessário para assegurar a maioria na Casa durante a madrugada da sexta-feira (5).

Eram necessários conquistar 326 assentos dos 650 disponíveis no Parlamento do Reino Unido para vencer as eleições. Até a última atualização desta reportagem, os Trabalhistas tinham 412, contra 120 dos Conservadores.

Em discurso após a vitória, Starmer disse que o mandato exigirá “grande responsabilidade” e prometeu trabalhar imediatamente para melhorar o país.

About Author

Deixe um comentário...