Entenda como Yasmin Brunet foi envolvida em caso de Letícia e Desirrê

0

Yasmin Brunet. Foto: Divulgação

Por Juliana Barbosa

O caso de Kate A Luz, Letícia Maia e Desirrê Freitas vem ganhando cada vez mais desdobramentos. O último deles envolve a modelo Yasmin Brunet. Tudo começou após a ex de Gabriel Medina tentar ajudar as meninas, e terminou com a modelo se pronunciando nas redes sociais sobre acusações de tráfico humano.

Yasmin acompanhou todo o caso nas redes sociais e participou de uma live de Kate e Letícia. Em certo momento, ela pede que a moça mostre o quarto onde estava. A modelo afirmou que, se ela provasse estar em um lugar seguro, as indagações sobre tráfico humano cessariam. Letícia, no entanto, a acusou de “passar pano” para seu pai, abusador.

Letícia Desirré e KAte Luz
Desirrê e Letícia
Nota publicada pela família da jovem
Fotos delas foram encontradas em sites de prostituição
Kate Luz e Letícia em live
Desirré Freitas do caso Kate Luz, Letícia Maia, yasmin Brunet
Desirré Freitas do caso Kate Luz, Letícia Maia, Yasmin Brunet

Kate A Luz também não gostou nada das insinuações e postou uma foto de Brunet no Stories do Instagram – antes de desativar a página – com uma série de ameaças. “Sua put* desgraçada, vai ter uma maldição e magia negra especialmente com seu nome hoje, eu e Letícia vamos fazer”, disse a guru.

Yasmin, por sua vez, afirmou que apenas pediu que Letícia mostrasse o quarto porque estava preocupada: “O fato de você não estar mostrando só dá mais força a essa história estranha”.

Kate voltou a lamentar a atitude de Brunet, dizendo que ela estava a acusando de crimes, e Yasmin revelou que a processará. “Eu não acusei ninguém de nada. Inclusive todo mundo que estava na live viu o que aconteceu. Agora a senhora está me ameaçando, então pode esperar que o advogado vai entrar em contato com você. Ameaça é crime.”

Já na terça-feira (18/10), Letícia Maia publicou um vídeo no qual acusa Yasmin Brunet de sequestro e cárcere privado. De acordo com a jovem, ela conseguiu escapar do cativeiro, mas Desirrê continua no local.

“Eu estou tentando a ajuda de vocês, eu estou tentando falar e vocês não estão acreditando, por favor. Eu deveria estar em perigo ainda, a Yasmin Brunet ainda está com ela lá. Eu consegui sair do cativeiro, mas a Desirrê continua lá. Eu vou tentar salvar ela, eu vou tentar arriscar minha vida por ela”, diz no vídeo.

Algumas horas depois, a modelo negou o envolvimento e afirmou que só divulgou o caso porque queria ajudar as jovens. “Não vou nem comentar mais nada a respeito desse caso. Os meus advogados no Brasil e nos Estados Unidos estão tomando providências legais e cabíveis. As autoridades já estão investigando. Entrei nessa história buscando ajudar, mas agora vendo essa confusão que estão fazendo, entendi que buscam apenas atenção”, desabafou Yasmin.

“Só que fazer isso envolvendo um assunto tão importante é chocante. Tráfico humano é um assunto grave, não é para brincar ou ganhar fama em cima. Quanto mais a gente banaliza, mais essas vítimas se tornam invisíveis, parte de um senso ficcional, sendo que esse mercado horrível existe, movimenta muito dinheiro em cima dos corpos das mulheres. Tráfico humano não é fanfic. É assunto sério e urgente”, completou a modelo.

About Author

Deixe um comentário...