Paraíba registra mais de 40 mil tentativas de fraudes em compras on-line em 2023

0

Foto: Kindel Media/Pexels

Um dado alarmante coloca a Paraíba e o Nordeste em destaque dentro de um cenário nada bom. Segundo o Mapa da Fraude, relatório da ClearSale, a região foi a que apresentou os índices mais altos relacionados a tentativas de fraudes no Brasil em compras on-line. Foram cerca de 43 milhões de pedidos entre o período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2023. O levantamento considerou apenas os pagamentos realizados via cartão de crédito no setor de e-commerce.

A Paraíba, diante dos nove estados da região, aparece em quinto. Dos 3,2 milhões de pedidos on-line, mais de 40,6 mil foram de tentativas de fraudes. Isso representa 1,3% do montante. As tentativas de somaram 42,9 milhões chamando atenção, inclusive, para o ticket médio das tentativas, que é de R$1.056,79.

Confira os números do Nordeste, com a Paraíba:

Estado Pedidos Tentativas de Fraude % Qtd. Tentativas de Fraude Valor de tentativas Ticket Médio das Tentativas
Alagoas 2,6 milhões 34,2 mil 1,3% R$37 milhões R$1.083,87
Bahia 11,4 milhões 231,4 mil 2% R$233,9 milhões R$1.010,62
Ceará 6,8 milhões 108,8 mil 1,6% R$100,7 milhões R$926,09
Maranhão 2,7 milhões 42,4 mil 1,6% R$41,9 milhões R$992,91
Paraíba 3,2 milhões 40,6 mil 1,3% 42,9 milhões R$1.056,79
Pernambuco 8,7 milhões 104,6 mil 1,2% 103,1 milhões R$985,48
Piauí 1,8 milhões 22 mil 1,2% 21,2 milhões R$963,94
Rio Grande do Norte 3,3 milhões 64,1 mil 1,9% 58,5 milhões R$912,42
Sergipe 2,1 milhões 23,2 mil 1,1% 24,5 milhões R$1.058,09

Perfil da fraude

As tentativas de fraude sinalizadas correspondem a todas as transações classificadas como suspeitas ou confirmadas na região Nordeste. O estudo ainda visualiza que os golpes aconteceram por meio da Invasão de Cadastro (denominada Account Takeover) em clientes de estabelecimentos. Além disso, na Retirada em Loja e cartões gerados. Os itens preteridos para aplicação de golpes por parte dos criminosos são TV/Monitor (5%), celulares (4,5%) e produtos ligados a esportes (2,6%).

Como evitar fraudes on-line?

Segundo o Governo Federal, diversos agentes – sejam eles públicos e privados – têm se mobilizado para enfrentar as práticas criminosas dos golpistas. Na Anatel, existe um grupo técnico que trabalha na prevenção e no combate às fraudes que se utilizam, direta ou indiretamente, dos serviços de telecomunicações.

Entre as medidas apontadas pelo governo para evitar ser vítima de fraude durante uma compra on-line, está o uso do cartão de crédito virtual ao invés do físico ou outras formas de pagamento. Isso porque o cartão de crédito virtual apresenta dados diferentes do cartão físico, que podem ser alterados com frequência para evitar que o cartão seja usado em fraudes – mesmo que as informações sejam furtadas ou vazadas.

Além disso, todo cuidado deve ser tomado com cliques em links suspeitos ou duvidosos. Jamais deve fornecer dados do cartão ou senhas em endereços eletrônicos que forem além da loja ou fornecedor interessado. Soma-se o cuidado com o sistema operacional do computador ou aplicativos.

Deve-se manter atualizadas aplicações de segurança. Também é fundamental manter o sistema operacional do smartphone ou computador, além dos aplicativos atualizados. A Anatel destaca o gerenciamento de permições. Isso porque, de maneira semelhante ao celular, o sistema operacional do computador pode conceder permissões a aplicativos. Para evitar que aplicativos acessem seus dados além dos que você acha necessário, procure configurar o sistema operacional para restringir, por exemplo, os que podem enviar ou receber mensagens, conhecer sua localização em tempo real ou acessar a galeria de fotos e vídeos.

Para outras informalções, clique aqui e confira o guia criado pela agência com outras dicas para evitar golpes.

Suspeito que sofri uma fraude, onde pedir ajuda?

Na Paraíba, a Delegacia de Defraudações e Falsificações pode ser procurada em caso de suspeita de golpe. A unidade tem o seguinte telefone: (83) 3264-9175. Sendo, no entanto, indicado procurar o serviço presencialmente com as provas e documentos que apontam para a suspeita de golpe. Pode-se dirigir à Cidade de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa.

por t5

About Author

Deixe um comentário...