Ucrânia afirma que 436 corpos foram exumados em cidade retomada, 30 com sinais de tortura

Policiais trabalham na exumação de covas encontradas na região de Izium, na Ucrânia — Foto: REUTERS/Gleb Garanich

Por France Presse

As autoridades ucranianas exumaram 436 corpos enterrados em uma floresta perto da cidade de Izium, e 30 deles tinham sinais de tortura, afirmou o governador de Kharkiv, a região onde fica o município, na sexta-feira (23).

“A maioria (dos corpos) mostra sinais de morte violenta, e 30 mostram sinais de tortura”, disse Oleg Sinegubov no Telegram.

Segundo ele, há corpos com uma corda em volta do corpo, com as mãos amarradas, com membros quebrados ou feridas de bala, e vários homens tiveram seus órgãos genitais amputados. Essas são provas de que houve tortura, diz.

Em meados de setembro foram descobertas centenas de sepulturas e uma vala comum perto da cidade de Izium, que ficou sob ocupação russa por vários meses até ser retomada pelas forças de Kiev.

A polícia ucraniana disse que também descobriu salas de tortura na região.

Técnicos forenses retiram corpo de vala comum na cidade ucraniana de Izium — Foto: Juan BARRETO / AFP
Técnicos forenses retiram corpo de vala comum na cidade ucraniana de Izium — Foto: Juan BARRETO / AFP

As forças russas são acusadas de múltiplos abusos nos territórios ucranianos que conseguiram controlar, especialmente em Bucha, nos arredores de Kiev, onde corpos de civis foram descobertos pelas ruas após sua retirada da área no final de março.

Moscou nega ter cometido esses crimes e chamou a descoberta dos túmulos em Izium de mentira.

Deixe um comentário...