Após acusar petistas de fascismo, Ciro agora chama de nazistas

Candidato à Presidência pelo PDT vem intensificando os ataques a Lula por campanha para virar votos de eleitores

Pressionado a renunciar, Ciro Gomes agora chama Lula de 'fascistoide'

Por Camila Zarur

O candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, aumentou ainda mais o tom das críticas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu partido, o PT. Após acusar petistas de fascismo, o ex-ministro comparou a campanha de voto útil em favor do petista com o nazismo, já que tentam “exterminá-lo” politicamente. A declaração foi dada nesta quinta-feira em sabatina do pedetista ao jornal “Correio Braziliense” e a TV Brasília.

— Estou muito chocado com a falta de escrúpulo do Lula e do PT. É impressionante. Me sinto como um cara objeto de extermínio. Eles não querem me derrotar: querem me exterminar. São nazistas mesmo e ficam acusando o Bolsonaro de fascista, que é também — disse Ciro.

O pedetista é alvo de uma campanha por parte do PT para que seus eleitores votem em Lula já no primeiro turno. O objetivo é que a eleição termine já no dia 2 de outubro e não se prolongue até o fim do mês, com receio de um fortalecimento do presidente Jair Bolsonaro (PL). A ofensiva, porém, tem feito com que Ciro intensifique as críticas ao ex-presidente, de quem já foi aliado.

Também na quinta-feira, Ciro comparou a campanha de voto útil com uma “guerra de extermínio” e que tentar mudar a posição do eleitor antes do primeiro turno da eleição é “puro fascismo”.

— Quando você tenta tirar a liberdade do povo, isso é puro fascismo. Isso aqui é uma guerra de extermínio — disse.

1 thought on “Após acusar petistas de fascismo, Ciro agora chama de nazistas

Deixe um comentário...