Erasmo Carlos foi vítima de mentira sobre falso caso com Roberta Close

Roberta Close e Erasmo Carlos. Foto: Reprodução

Por Paulo Pacheco

Erasmo Carlos, que morreu na última terça-feira (22/11), foi vítima de uma mentira que quase arruinou seu casamento. Na década de 1980, a mídia especulou um suposto romance com Roberta Close e chegou a noticiar uma falsa tentativa de suicídio da mulher do cantor.

Em 1984, Erasmo Carlos lançou a música Close (Dá um Close Nela), também assinada por Roberto Carlos. Os versos fazem clara referência a Roberta Close, uma das mulheres mais bonitas do Brasil na época e que chamava a atenção por ter passado pela transição de gênero.

Erasmo e Roberta ainda gravaram um clipe juntos no Rio de Janeiro e estamparam uma capa da revista Manchete. Outros veículos começaram a distorcer a parceria como um relacionamento.

A revista Contigo e o jornal sensacionalista Notícias Populares foram os principais divulgadores da fake news, que também atingiu Narinha, mulher de Erasmo. Na ocasião, foi divulgado que ela tentou se matar ao saber da traição do marido, o que foi desmentido pelo casal. Narinha morreu em 1995.

Roberta Close abordou o assunto em entrevista a Gugu Liberato, exibida pela Record em 2015.

“A esposa do Erasmo Carlos sofreu um acidente, parece que ela foi pegar uma arma, caiu, disparou e ela se acidentou. Muita gente achou que eu era amante, mas foi uma pessoa que nunca vi mais do que duas vezes na minha vida”, relembrou ela.

“Uma vez, uma senhora veio em cima de mim: ‘Você que fez com aquela mulher, coitada, você matou!’, me acusaram. As pessoas acham que podem ter o direito de tomar conta de uma situação que você não sabe o que sai publicado. Nem tudo que sai na mídia é verdade, agora com a internet mais do que nunca”, salientou.

Morte de Erasmo Carlos

Erasmo Carlos, ícone do movimento, e conhecido como Tremendão, vinha há alguns meses tratando uma síndrome edemigênica, doença que ocorre quando há um desequilíbrio bioquímico, dificultando a manutenção dos líquidos dentro dos vasos sanguíneos. Geralmente é causada por doenças cardíacas, renais ou dos próprios vasos.

O artista estava internado desde a última segunda-feira (21/11), no Hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e chegou a ser intubado. A esposa de Erasmo Carlos, Fernanda, estava ao lado do cantor na hora da morte. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Deixe um comentário...