Mister Supranational 2024: Pela 1ª vez, negro vence principal concurso de beleza masculina

0

Sulafricano Fezile Mkhize, 33, é o Mister Supranational 2024 - Reprodução

No final da tarde desta quinta-feira (4), o sul-africano Fezile Mkhize, 33, fez história ao se tornar o Mister Supranational 2024. Isso porque o modelo, que disputou a 8ª edição do concurso masculino com outros 35 candidatos de todo o mundo, é o primeiro homem negro a levar o título para casa. “Quero mostrar para as pessoas que sonhos podem se tornar realidade”, disse ele, logo após ser anunciado o vencedor do certame.

Fezile é também o primeiro representante do continente africano a vencer o Supranational, que é considerado o principal concurso de mister em atividade na atualidade. Em todo o setor, esta é a segunda vez que um homem da África vence um dos grandes títulos de beleza para homens —o primeiro foi em 1995, com o também sul-africano Albe Geldenhuys, que é branco.

Natural da cidade de Blumefontaina, localizada no centro da África do Sul, Fezile é médico. Ele se formou em 2014 pela Universidade de Cape Town, com especialização em cirurgias. Ainda em sua área, ele comanda um podcast com objetivo de educar os ouvintes sobre temas relacionados a saúde e dá palestras sobre fisiologia e anatomia.

Além de médico, o Mister Supranational 2024 também é ator e modelo, com aparições em diversos programas de televisão locais e participações em peças de teatro. Apaixonado por viagens e esportes, o rapaz joga basquete regularmente, assim como treina boxe e faz academia. O ganhador pode ainda ser considerado um “mister de carreira”, pois participou de outros concursos no passado —em 2019, ele foi vice-campeão do Mister Mundo (ou Mister World, no original).

O representante do Brasil, o gaúcho Matheus Maia, 26, fez o primeiro corte de 20 semifinalistas (Top 20), mas não avançou para a segunda peneira de 10 candidatos. Em segundo lugar na final ficou o Mister Holanda, Casey De Vries, 28, seguido pelo Mister Filipinas, Brandon Espiritu, 29, em terceiro. Completaram o Top 5 os misters Venezuela, Marcos De Freitas, 24 (em quarto lugar) e Laos, Sanonh Maniphonh, 26 (quinto).

No Top 10, estavam ainda os representantes de Colômbia, Rafael Rapelo; México, Zait Reza; República Dominicana, Bray Vargas; Polônia, Patryk Karbowski; e Vietnã, Do Quang Tuyen. Quem se despediu do posto foi o espanhol Iván Álvarez, 30, titular de 2023.

O show foi transmitido no Brasil e no mundo pela internet, no canal do concurso no YouTube. Além do título, Fezile levou para casa um prêmio de US$ 20 mil (cerca de R$ 100 mil).

PRINCIPAL MASCULINO

Hoje considerado o principal mundial de beleza masculina, o Mister Supranational recebeu o grupo de misters há cerca de duas semanas em Nowy Sacz (Polônia), onde tradicionalmente acontece todos os anos a disputa.

Apesar de sua primeira edição ter sido realizada apenas em 2016, o Mister Supranational cresceu em progressão geométrica. O show e as etapas com entretenimento de alta qualidade, aliados a uma periodicidade regular, são a fórmula perfeita para que a competição firme presença no setor e agrade aos fãs de todo o planeta.

Além de Fazile (2024) e Iván (2023), entre os vencedores do Mister Supranational estão o mexicano Diego Garcy (2016), o venezuelano Gabriel Correa (2017), o indiano Prathamesh Maulingkar (2018), o americano Nate Crnkovich (2019), o peruano Varo Vargas (2021) e o cubano Luis Daniel Gálvez (2022). Em 2020 o evento não ocorreu por causa da pandemia.

O Mister Supranacional é um spin-off do feminino Miss Supranational, que terá sua 15ª edição realizada dois dias depois de seu “irmão”: no sábado, dia 6 de julho, também na Polônia —país sede da organização de ambos. Neste ano, quem leva a faixa de Miss Brasil no concurso é a mineira Isadora Murta, 26, coroada em dezembro.

 

About Author

Deixe um comentário...