Maduro: “Onda progressista” na América Latina prosseguirá

Nicolás Maduro, líder da Venezuela. Foto: EFE/ Rayner Peña R.

Por Paulo Moura

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu na terça-feira (24) que a “onda progressista” na América Latina e Caribe resistirá, no momento em que líderes da região se reúnem em Buenos Aires, na Argentina.

A declaração foi feita por meio de mensagem no Twitter pelo chefe de Estado, que não está participando da 7ª Cúpula da Comunidades dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) por ameaça de prisão.

– Não haverá ameaças, nem agressão que possa deter a onda progressista que se levantou na América Latina e no Caribe, para construir a união definitiva de nossos povos – escreveu Maduro.

O líder da Venezuela afirmou que o país “alça sua voz bolivariana na defesa da integração regional”.

Na segunda-feira (23), o governo venezuelano informou ter recebido informação de “um plano elaborado no seio da direita neofascista” para “realizar uma série de agressões” contra a delegação que participaria da Cúpula da Celac, liderada por Maduro.

Com isso, o presidente desistiu de acompanhar o encontro, e a missão da Venezuela está sendo liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Yván Gil.

*EFE

Deixe um comentário...