Após transferências de bebês, energia do ISEA é restabelecida

Instituto de Saúde Elpídio de Almeida, de Campina Grande — Foto: Codecom

A prefeitura de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, informou que a energia elétrica da maternidade do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) foi reestabelecida e a unidade retomou o funcionamento normal ainda no fim da noite de sábado (21). Bebês que estavam em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e gestantes foram remanejados para outros hospitais em caráter de urgência após o fornecimento de energia elétrica ser interrompido.

Ainda segundo a unidade, a causa do problema foi identificada durante os serviços para reparar o que havia acontecido. O problema teve início próximo às 11h de sábado.

Era por volta do meio-dia de ontem quando Gilney Porto, secretário de Saúde de Campina Grande, informou que ocorreu o “rompimento de um cabo subterrâneo”. “A estrutura é antiga e a prefeitura vem agindo. Focamos nos recém-nascidos para realizar as transferências. Gestantes que estiverem parindo também estamos transferindo”, completou.

“Nossa equipe técnica está junto com a Energisa trabalhando intensamente. Agimos de forma preventiva com a equipe do Samu para evitar qualquer intercorrência intra-hospitalar”, completou. O incidente não causou agravo a “recém-nascido, gestante ou puérpera”.

o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), usou suas redes sociais para informar que o Estado disponibilizou suporte para, inclusive aéreo, para a transferência de bebês após a falta de energia elétrica que afetou a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA).

“Colocamos a UTI Aérea do Estado à disposição para dar toda assistência aos bebês que estão na UTI da Maternidade Elpídio de Almeida, em Campina Grande. Além disso, todo suporte de ambulâncias e hospitais também foi garantido para segurança e saúde de todos até que a energia do prédio seja restabelecida. Estamos atentos e de prontidão para qualquer necessidade”, escreveu o governador.

O ISEA é referência nos tratamentos de alta complexidade. O hospital recebe pacientes de diversas regiões do estado e até de municípios para além da Paraíba.

Deixe um comentário...